3 de abr de 2009

Parábola Zen:

Para quem não conhece o Zen, as montanhas são montanhas, as árvores são árvores e os homens são homens.

Para quem estuda o Zen, as montanhas não são montanhas, as árvores não são árvores e os homens não são homens.

Para quem atingiu plenamente o Zen, as montanhas são montanhas, as árvores são árvores e os homens são homens.

Moral da história: no momento, eu me encontro no meio do caminho desta parábola. Estou reavaliando algumas coisas pessoais e aprendendo coisas novas (sim, incluindo filosofia Zen). Percebi que por causa desse processo eu perdi o interesse em escrever sobre cinema. Portanto, enquanto esta etapa de aprendizado e transformação durar, meu blog permanecerá sem atualizações. Peço desculpas a vocês leitores, mas garanto que é uma decisão tão indispensável quanto temporária. Faço uma promessa pra vocês: quando estiver satisfeito comigo mesmo, escrever sobre cinema voltará a ser escrever sobre cinema.

Abraços,

Bruno Amato